Síndrome de Down: um aprendizado espiritual

Aprenda com seu erros.

Quando vemos alguém com Síndrome de Down na rua, a grande maioria da população olha para aquela pessoa com um ar totalmente diferente do habitual e um pouco de melancolia surge repentinamente.

Mas vamos fazer o seguinte, esqueça tudo o que você sabe sobre esta síndrome, cientificamente falando. Vamos falar um pouco sobre o Espiritismo… Se Deus é justo e misericordioso com todos, por que então deu liberdade, sabedoria e inteligência para alguns e tanto sofrimento para outros?! Para a Doutrina Espírita, todo espírito que reencarna, volta com alguma missão a cumprir, ou seja, veja a reencarnação como um aprendizado espiritual e não como uma punição.

E se determinado espírito reencarnou com Síndrome de Down, com certeza ele fez algum mal consigo mesmo ou para com o seu próximo em alguma de suas reencarnações passadas. Porém, não é apenas este espírito que tem dívidas, pode-se incluir também a pessoa que vai cuidar dele durante boa parte de sua vida.

Analisando por este lado, começamos a ver tudo de forma mais tranqüila e menos dolorosa. Exemplo: aquela mãe que concebeu uma criança portadora de Síndrome de Down tem, por dever, cuidar de seu filho até o dia que lhe for possível, pois ela também tem débitos a serem cumpridos. – E assim caminha a humanidade…

Leia também:

Síndrome de Down – Cruzada dos Militares Espíritas;
O convívio com a Síndrome de Down.

4 comentários

  1. Fabio

    Publicado em 25/09/2007 às 11:33 [+]

    O que dizer, Celso? Simplesmente perfeito. Acho que tu resumiu bem essa questão.
    Grande abraço!

  2. Hilder Santos

    Publicado em 27/09/2007 às 00:01 [+]

    Celso,

    Durante muito tempo eu segui piamente a Doutrina Espírita, freqüentando sessões, e etc. Tempo bom, aquele…

    Hoje, apesar de não freqüentar nenhuma religião, grande parte das minhas concepções de vida baseiam-se no Espiritismo. Por isso, felizmente, sofro menos e vejo mais.

    O mais legal é ver que você também pensa da mesma forma, cara. Esse é o ponto.

    Grande abraço!

  3. Mélanie de Almeida

    Publicado em 30/01/2008 às 20:37 [+]

    Estou a fazer um trabalho anual sobre trissomia 21 e com o seu post so constatei que a sociedade tem mesmo uma imagem super errada do que é a Síndrome de Down. nao é nenhum carma, nao é o fim do mundo. sao seres extremamente meigos, comunicáveis, e digo de conhecimento de causa, sao a alegria de viver de muitos pais. nao é nada do que voce disse, uma puniçao ou seja la o que for. :S

    Ate mais 😉

  4. Socorro

    Publicado em 24/06/2008 às 18:39 [+]

    Sou católica e mãe de uma criança com sindrome de down. Respeito profundamente as demais religiões, mas confesso ficar chocada com o escrito sobre SD um crescimento espiritual. Tenho certeza de que como mãe terei de cuidar de minha filha até quando tiver condiçoes físicas e intelectuais para isso, não vejo isto como um pagamento de dívidas, mas como uma obrigação e dever natural de qualquer mãe, sendo seu filho especial ou não. Que eles estejam aqui para PAGAR alguma dívida deve ser de uma forma inconsciente,pois não tem se quer noção do que é o mal ou fazer o mal…são INOCENTES, que diariamente nos ensinam o que é o AMOR..doação , comprometimento,e se soubermos realmente tirar um aprendizado de tudo isso não estamos pagando nda, mas sim ganhando, sendo recompensados. Lamento ter lido o texto deste site.