PowerBall: praticando atividade física e fortalecendo os músculos

Analisando a NSD PowerBall.

Para quem não sabe, a NSD PowerBall foi desenvolvida pela NASA em 1979 com o objetivo de ajudar os astronautas a praticarem exercícios físicos em gravidade zero. E o que um dia foi de uso exclusivo desses profissionais, hoje está disponível e acessível para qualquer pessoa.

A PowerBall gera uma super força com resistência giroscópica. Toda força que o usuário exerce em cima dela é revertida para si mesmo. Este é um aparelho para fortalecimento, tonificação, treinamento e recuperação dos dedos, mãos e punho e também dos músculos dos braços (bíceps e tríceps) e ombros. Detalhe para o esforço exercido que é praticamente nulo.

Mas por que estou falando desta PowerBall?! Bom, o pessoal que trabalha na divulgação desta bolinha entrou em contato comigo me pedindo uma análise/review do aparelho. Eles se prontificaram a me enviar um modelo para que eu mesmo fizesse o teste e tirasse minhas próprias conclusões.

Eis que hoje pela manhã recebi o novíssimo modelo NSD PowerBall (vide foto acima). Claro que imediatamente comecei a brincar com ela. Confesso que me senti como uma criança que acabou de ganhar um brinquedo novo. Nem li direito o manual e já fui agarrando o aparelho em minhas mãos para testá-lo. – Estava quase babando.

Apesar de seu funcionamento ser simples, demorei alguns minutos para me acostumar, mas assim que aprendi comecei a sentir o poder da alta rotação giroscópica em meus braços. Quanto mais rápido girava/movimentava meu punho, mais pesada ela ficava. A sensação é realmente ótima, meus braços e punhos quase não se mexiam, mas eu sentia meus músculos como se fossem explodir.

Após este primeiro contato, fui ler o manual que acompanha o aparelho e percebi que ela pode chegar a 16 mil RPM (rotações por minuto) e 20KG de força/carga rotacional. A PowerBall é composta por um rotor interno e, dependendo da sua velocidade, o seu peso pode multiplicar em até 75 vezes. – Não sei se um dia conseguirei chegar perto desta marca, mas fica aí a dica para quem quiser ter um aparelho deste em casa.

Mas onde a PowerBall se aplica?! Bom qualquer pessoa a partir dos 7 anos está apta a utilizá-la. Ela será sempre bem-vinda em exercícios físicos profissionais e/ou amadores, para uso doméstico, para pessoas que gostam de novidades tecnológicas e também para aquelas pessoas que exercem movimentos repetitivos, prevenindo e reduzindo as inflamações causadas por artrite, tendinite, LER etc. Aproveite para conhecer os seus benefícios e deixa eu voltar a brincar com a minha PowerBall.


P.S.: Este foi um review patrocinado realizado a pedido dos responsáveis pela comercialização da PowerBall no Brasil. Se você também quer uma análise de seu blog, site, empresa, produto ou qualquer outra coisa, entre em contato.

5 comentários

  1. Dario

    Publicado em 31/07/2007 às 10:10 [+]

    desde a primeira vez que vi essa powerball fiquei com vontade de conhecê-la,
    e agora fico sabendo que vem desde os tempo de guaraná com rolha, fiquei espantado

  2. Luiz Gadetto

    Publicado em 31/07/2007 às 14:02 [+]

    Olha, Seoso Celso agora está sendo procurado por empresas particulares para reviews e testes? Fico feliz em saber q o prestigio do blog esta crescendo!

    Ae, arruma uma power ball com desconto pra mim? 😀

    Abraço

  3. alex

    Publicado em 31/07/2007 às 18:34 [+]

    cara, depois vc me empresta

  4. Academia Citrus Gym DF

    Publicado em 01/08/2007 às 15:29 [+]

    Sinceramente, nunca tinha ouvido falar. Adorei a idéia. Nossa academia trabalha com máquinas sem pesos, usamos sistema hidráulico e pneumático, também não temos espelhos fora dos banheiros e vestiários.
    Gostaria de obter algumas dessas “Bolas Poderosas”, você deve ter o contato do fabricante. Também quero saber o que está incluso em sua análise de blog e como isso poderia nos ajudar.
    Obrigado!

  5. Review: NSD Power®Ball Screamer — Rafael Arcanjo

    Publicado em 21/08/2007 às 19:58 [+]

    […] PowerBall: praticando atividade física e fortalecendo os músculos […]